Internacional



GM quer demitir 5 mil na Coreia do Sul

Por Redação AutoData

- 12/03/2018

A divisão sul-coreana da General Motors estuda cortar 5 mil empregos na região, o que representa 30% de sua força de trabalho, e encerrar as operações da unidade de Gusan. A intenção da empresa é equilibrar seus valores no País, e reestruturar os negócios, para poder investir US$ 2,8 bilhões -- caso o governo aceite o corte, de acordo com informações divulgadas pelo site Flash de Motor, da Venezuela.

 

O plano apresentado ao governo prevê a redução dos postos de trabalho de 16 mil para 11 mil, sendo que apenas 2 mil funcionários trabalham na fábrica que será fechada. Com isso postos de outras unidades também serão afetados.

 

Mesmo com os cortes inicias para tornar suas operações mais rentáveis na região a GM pretende produzir dois novos SUVs, um novo motor para carros compactos e contratar 1,1 mil funcionários no período de dez anos.

 

A proposta da companhia poderá colocar o governo sul-coreano em situação complicada, pois acontece em momento em que o presidente Moon Jae-in se diz empenhado em salvar milhares de postos de trabalho no país. Ele analisará a situação depois que funcionários do governo revisares os registros de contabilidade da GM.

 

Foto: Divulgação.